Folhas publicadas

domingo, 10 de novembro de 2013

◄ ideias flutuando

desisti das ideias do último post por causa da falta de tempo.
não dá.
não dá.

I'm trabalhanding demaix. sou uma péssima administradora.

foi deeeeeus fooooooi deu fudeu

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Sonhos esquisitos estão me deixando bastante fascinada. Fui procurar significados (só queria saber o que a maioria das pessoas entendem de sonhos) e me deparei com "sua vida terá uma mudança radical", "sua vida financeira melhorará"... blablabla... Até agora não vi a cor do dinheiro. E olhe que faz tempo que venho sonhando com aviões, viagens, medos que serão superados. Enfim...

Ando bem desiludida com esse espaço e acho que não darei mais continuidade. Não pretendo apagar, porque daqui a um tempo voltar e ver o quanto evoluí (ou não). Como estou passando muito tempo em casa pensei em fazer um website e atualizá-lo com tudo o que eu gosto. Penso que ele não será comercial nem pessoal. Vai ser pra divulgar artigos, resenhas, críticas de tudo aquilo que eu for assistir, ler ou ouvir ou ver ou crer ou amar ou odiar ou ou ou ou.

Não quero dar uma de assessora ou jornalista. Só tenho essa necessidade quase selvagem de escrever vontades.

Um cheiro. 

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Freckled Cow. Schizophrenic cat;

Pensei em escrever esse post em outro idioma pra combinar com o título e pra que a maioria dos visitantes deste blog não precisassem usar o translate do google.
Não rolou.
Meu inglês ainda é péssimo. Infelizmente.
A gente sente mais prazer fazendo o que gosta do jeito que gosta.

~~
Sempre me falta tempo... Sempre falta uma desculpa melhor. Mas alguma coisa me prende neste lugar quase inabitável, quase esquecido, quase amado. Sempre tem alguma reclamação. Se não tiver, não sou eu. Não sou humana.

~~
Eu estou aqui pra postar palavras que todo mundo conhece e que não veem do fundo do meu coração. Estou pra postar aqui qualquer coisa.

Tô com sono, cansada. Não consigo dormir, quiçá descansar. Então...

Mas preciso explicar o porquê do título.
O texto era pra ser outro, era pra ser dedicado a uma de nossas gatas, Vaca malhada. Só fiquei sem saber o que falar. Infelizmente, Vaquinha ainda não me ama, não vai com a minha cara. Tadinha, sofreu muito. Resgamos ela de uma mãe sem coração. Que bom que sobreviveu. Agora, pra não ser injusta, pra tentar me desculpar por roubar o espaço dela, deixarei uma foto para que vocês contemplem a sua beleza.




Me perdoem pelos textos sem sentido. Por não ter escrito algo que viesse do fundo do coração.² Por ter colocado aqui qualquer coisa.²

Eu costumo ser mais simpática depois de muitos depois. Desculpem-me.





quinta-feira, 23 de maio de 2013

Que eu seja sensível à vida.

Sou solitária no meu mundo de evasão. Poemas que me escrevem criam, pedem, dizem que serei feliz seguindo assim - não sendo só, mais sensível. 
Mais sensível entre vidas congeladas. Para que quem sabe essa barreira caia, despedace, seque, e eu cresça.

Quando você está só, consegue se ouvir mais e percebe que os outros não te ouvem nem ouvem a eles próprios, o que é pior. Para tentar melhorar essa condição a gente cria aventuras, renasce e morre nelas quando caímos dessa nuvem utópica cheia de luxúria e amor que paira as cabeças de todos nós todos os dias. Cada qual com a sua nuvem.

Quando aquilo que nos faz determinar um sentido para nossa existência se elege "o melhor", estamos vivendo em um paraíso dionisíaco. Isso só acontece quando não se dorme acordado nem dormindo, mas sim, sentindo conscientemente os sentidos não-programados das luzes que piscam nos olhos das pessoas que, até então, não nos tinham revelado coisa alguma.


"Em volta, vidas seguem secas. É natural achar a minha vezes melhor, vezes pior. Na maior parte dessas vezes, melhor."

Frase de quem não sabia que o problema estava em achar que sentia tudo ou um bocado de coisas... Na verdade, esse alguém se conhece. Pouco, mas conhece. Porém, não sabe dos outros, do nada. Na-da.

Essas luzes não foram percebidas porque faltou sentidos bons, faltou linha. Curiosidade, não tinha. Narciso estava lá. Dionísio, pela metade ou quase nada. Nem uma uva.

Tolice não se achar. Perdida sempre estive. Agora ainda mais. Na ânsia de ver os outros, esqueci de olhar pra cá; pra realidade que me move, de juntar meu paraíso com o fardo real e real (irreal-?) e estar nos dois mundos: o de gente que é pensante e o de gente que é sentida.



Que eu seja sensível à vida.

sábado, 8 de setembro de 2012

Isso aqui não é nenhum pouco interessante, mesmo assim, insisto.

Tomei coragem para reler Leite Derramado, de Chico... Aqui em casa está à minha disposição diversos titulos, mas de gêneros literários que não me agradam. Eu sei, eu sei. Deveria não ter pudores para isso... Quem é que não tem para alguma coisa, né? Aos poucos, vou me acostumando. Até o final do ano, prometo ler uns três.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Vorta!

Me perdi desse mundo de blog quando esqueci que estava nele. Eu tô escrevendo um artigo científico e adorando. Foi só escolher o assunto que me deixa com os olhos brilhantes e... bingo! Vou aproveitar esse artigo para continuar a minha parceria com o blog do meu marido, o Discordioteca.
Comecei um novo curso na faculdade daqui da cidade... Letras. Eu não saí da UFPE, mas pretendo deixá-la em breve. Enquanto isso, vou tentar diminuir a minha ignorância pelas bandas de cá.


Sexta vamos para Olinda, Pitombeira vai sair. O frevo ainda está aqui dentro, mas sinto que não consigo mais solar numa roda. Vamos ver.


E ah, acabei de escutar o novo CD da Banda Uó, Motel. Muito bom, hein? Bem diferente do que eu estava acostumada, mas eles não deixaram a desejar. Quem for de baixar, baixem...O link para o down direto está no blog dele. corre!

sábado, 14 de julho de 2012

Bom, tudo indica que não vamos mais para o FIG. Não vamos nos mudar mais cedo, não é isso. Como precisamos organizar nossa casinha, nossas coisas, ♥ nada pode ficar fora do lugar. Abrir mão da viagem foi uma escolha...
O que importa é ficar junto, conchinha!

Ah! Estou ouvindo bastante Monique Kessous. De fora, BOY, Haim, Selah Sue (fantástica)... São algumas das que eu lembro. Prefiro buscar mais de fora do que no Brasil. Do Brasil eu conheço, conheço alguns vários... Não são todos (claro), mas dá pra entrar em uma discussão longa sobre MPB. (:

Sobre coisas que estou fazendo... Comendo bastante. Voltei a comer como uma draga. Não sei como funciona o meu metabolismo mas, de uma coisa eu tenho certeza, me assusta.

Voltei a jogar Tibia e só vivo morrendo. Preciso deixar de ser noob e aprender tudo rápido. Estou jogando há três dias e ainda não matei a Aranha Rainha. Fracasso total.
Wesley vai me mostrar um jogo de RPG (ele odeia Tibia e quer que eu me bandeie pro lado do RPG dele). Breath of Fire! Vamos ver... KOF 97 já está rodando. Voltei com tudo. Uhuul.


Bjs.