Folhas publicadas

domingo, 4 de setembro de 2011

Tenho tido conversas com pessoas que eu não imaginei intimidade.
Talvez tenha sido por um dia querer tanto, e depois do desapego tão abortivo surgiu um interesse saudável. Mas são tantos, os amores... Todos hoje me fazem bem. Todos! Os que deixei pra trás há um tempo (curto) atrás me fizeram tanto bem, sem  fazer nada, que eu achei melhor não querer mais. Um dia eu vou entender e parar de guardar. Agora, os que mostro são os que quero! São os que me querem. Por enquanto..

Nenhum comentário:

Postar um comentário